Rede Municipal de Ensino conta com 340 autistas e suporte com psicólogos e auxiliares

Neste 2 de abril é celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo e a Rede Municipal de Educação além de comemorar a data, realiza também uma série de ações e medidas que asseguram o direito de crianças e adolescentes que possuem o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) terem acesso à educação pública de qualidade. As ações vão desde a inclusão dos autistas no Ensino Regular, da Educação Infantil ao Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos, bem como medidas que viabilizam estrutura e profissionais para garantir a inclusão.

“Mesmo com as atividades da Rede Municipal de Ensino paralisadas e as unidades de ensino com as aulas suspensas, precisamos sempre colocar em evidência a necessidade e a obrigação da sociedade em executar as ações que assegurem o direito dos autistas à uma educação pública de qualidade no Ensino Regular e com todo o suporte profissional especializado que viabilize o seu desenvolvimento. Assim que essa pandemia passar, retomaremos nossas atividades com todo o público das nossas escolas”, afirmou a secretária municipal de Educação, Magali Delfino.

Dos cerca de 21 mil alunos da Rede Municipal de Ensino 340 possuem diagnóstico de autista com laudo médico. Para atender essa demanda a Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Educação, já executou diversas iniciativas para garantir a Educação Especial Inclusiva desses alunos. As principais ações são:

– 230 estagiários universitários que atuam como auxiliares de professores nas salas de aula do Ensino Regular em que há autistas matriculados;

– 24 Salas de Recursos Multifuncionais para Atendimento Educacional Especializado (AEE) no contra turno do aluno;

– 31 professores de atendimento especializado;

– 4 estagiários de psicologia acompanhando as escolas com autistas matriculados;

– Aquisição de tecnologia pedagógica utilizadas no atendimento do AEE.

“O desafio é imenso e nós lutamos diariamente para garantir que esses 340 alunos autistas da Rede Municipal de Ensino tenham acesso às escolas, e mais que isso, garantir que esses alunos sejam acompanhados por profissionais que os ajudem em seu desenvolvimento. Por enquanto as atividades estão suspensas. Mas em breve voltaremos a trabalhar com a dedicação de oferecer o melhor para esses alunos”, disse Selma Bedaque, coordenadora da Educação Especial.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*