Prefeitura de Mossoró lançará portal para dar suporte aos professores paras as aulas remotas

A pandemia do Coronavírus, que ocasiona a Covid-19, afastou cerca de 1.500 professores e aproximadamente 20 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Mossoró interrompendo as atividades do Ano Letivo 2020. Para minimizar os efeitos negativos a Secretaria Municipal de Educação antecipou o recesso escolar do meio do ano para o mês de abril e o próximo passo é implantar aulas remotas nas unidades de ensino para que as atividades aconteçam à distância até que cesse as infecções da Covid-19.

Para oferecer suporte aos professores na execução das aulas remotas a Prefeitura de Mossoró e a Secretaria Municipal de Educação realizarão nesta quinta-feira (21), às 11h, o lançamento do Portal de Aprendizagem Colaborativa, que tem como objetivo tecer uma rede de comunicação para troca de saberes e apoio entre os professores, comunidade escolar e equipe da secretaria municipal de educação. O acesso acontece através do endereço http://educacao.prefeiturademossoro.com.br.

A criação deste portal é uma iniciativa inédita e contou com a orientação do Conselho Estadual de Educação, Conselho Municipal de Educação, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) e Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED). “É através deste importante instrumento que estamos ofertando aos professores um canal para troca de saberes, sugestões e atividades práticas que podem ser executadas nas aulas remotas. Estaremos realizando essa live, através das redes sociais da Prefeitura de Mossoró para esclarecer detalhadamente como esse portal ajudará o professor”, disse Magali Delfino, secretária municipal de Educação.

As aulas remotas chegarão até os alunos através da rede de internet e a Secretaria Municipal de Educação, colhendo sugestões dos professores por meio de questionário, elencou 7 estratégias que podem viabilizar a execução das aulas remotas possibilitando que o conteúdo possa chegar até os alunos. “Das sete estratégias definidas pela Secretaria de Educação, cada escola utilizará aquela que melhor se enquadre no perfil da sua comunidade escolar”, concluiu Magali Delfino.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*