Tamanho da fonte

21/10/2021 - Editado há 1 mês

SEDINT reúne classe produtiva de Mossoró para fomentar acesso aos investimentos da Sudene

Por: Adneison Severiano
Foto: Célio Duarte (Secom/PMM)

A Prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (SEDINT), em parceria com a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), reuniu-se com entidades e empresários do setor produtivo da cidade, nesta quinta-feira (21). O encontro ocorreu no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Mossoró, onde foi debatido a viabilidade de investimentos da autarquia no município, bem como a classe produtiva pôde sugerir ações do setor local para fomento da Sudene.

O diretor de Planejamento e Articulação de Políticas da Sudene, Raimundo Gomes de Matos, destacou que essa articulação com a Prefeitura de Mossoró e entidades de classe promove a discussão dos investimentos a partir das estratégias da autarquia e sugestões de projetos da classe produtiva.

“Viemos para apresentar as estratégias que a Sudene tem desenvolvido e que vai desenvolver com um planejamento que foi iniciado em 2019. Tem o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste, mas que devido à pandemia teve que ser reestruturado e, automaticamente, muitas daquelas propostas não se concretizaram. Porém, agora com a retomada de todas as articulações em termos dos protocolos da Covid nós estamos retomando esse encontro e vendo o potencial que existe em cada região. Aqui no estado do Rio Grande do Norte tem como prioridade Mossoró e Caicó, mas alguns municípios têm o seu potencial”, explicou Raimundo Matos.

A Sudene administra Fundos Constitucionais com cerca de R$ 30 bilhões para investir no Nordeste via projetos estruturantes nas áreas do turismo, educação, saúde e na infraestrutura da iniciativa privada.

“A secretaria coordenada por Franklin tem uma carteira de projetos e viemos ouvir. Precisamos ter uma carteira de projetos porque lá em Recife, onde fica a sede da Sudene, há cerca de 40 consulados e sempre nas reunião com embaixadores e cônsules trazem uma planilha de empresas internacionais que sinalizam se instalar no Nordeste. Como também sinalizam adquirir produtos e remeter para o exterior a partir da fruticultura do melão, do cajá e do caju. A vinda aqui é justamente para ver a programação da Prefeitura de Mossoró estabelecida com os setores do agronegócio, da Federação das Indústrias, do comércio, Sebrae e Banco do Nordeste. Toda essa proposta a ser desenvolvida para recuperar”, concluiu o diretor de Planejamento e Articulação de Políticas da Sudene.

Também representou a Sudene Marcos Falcão Gonçalves, que é coordenador-geral de Estudos e Pesquisas, Avaliação, Tecnologia e Inovação.

A SEDINT faz o papel de intermediação do setor produtivo de Mossoró com as instituições que disponibilizam investimentos. “O papel da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo é fomentar, intermediar e provocar soluções. Para isso, estamos juntando agora o potencial fornecedor de crédito que é a Sudene com os potenciais captadores que são os empresários e setor produtivo da cidade. Essa intermediação vai agilizar a aproximação para facilitar o acesso ao crédito para potencial investimento na cidade. A área econômica de Mossoró é muito pujante, tem muitas oportunidades”, ressaltou o secretário da SEDINT, Franklin Filgueira.

Participaram da reunião os bancos do Brasil, do Nordeste e Caixa Econômica, além de Sebrae, Senac e Senar. As entidades de classe e associações participantes foram CDL Mossoró, Sindilojas Mossoró. Sindivarejo, Fecomércio e Redepetro.

“Todas essas instituições têm o interesse comum e estão todas juntas aqui. Nossa ideia de promover um evento dessa magnitude foi justamente para aproximar todos esses agentes e colocá-los na mesa para discussão que pretendemos cumprir nosso papel de mobilizar, atrair recursos e investimentos para a cidade de Mossoró”, afirmou Franklin Filgueira.



Deixe seu comentário


0 Comentário(s)