Tamanho da fonte

09/04/2021

Secretaria promove formação integrada para acompanhamento de pessoas em situação de rua

Por: Maxmeio

Formação integrada ocorreu de forma remota na última quinta-feira, 8. Foto: Wilson Moreno/PMM

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude (SMDSJ) promoveu nesta quinta-feira, 8, uma formação integrada sobre o acompanhamento de pessoas em situação de rua para os profissionais que atuam ou vão atuar com este público. A medida tem participação também da Secretaria de Saúde e universidades através das equipes multiprofissionais e residências.

A titular da pasta, Janaína Holanda, destaca que a formação antecede a reabertura do abrigo emergencial para o atendimento as pessoas que estão na situação de rua no momento.

“Essa formação integrada sobre o acompanhamento de pessoas em situação de rua é uma capacitação para os profissionais que atuarão, ou que estão atuando com pessoas em situação de rua. Essa formação antecede a reabertura do abrigo emergencial para o atendimento as pessoas em situação de rua durante a pandemia da Covid-19”.

O treinamento teve a participação de 44 profissionais. Participaram da formação equipes que estão trabalhando no abrigo, do Serviço Especializado em Abordagem Social, Consultório na Rua, Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Projeto História das Histórias e equipes de saúde e residência médica.

“É um trabalho muito importante. Essa é a hora que os profissionais estão sentando e discutindo a melhor forma de atuar com essa população. Nessa formação sairá o fluxo de atendimento, as regras que serão apresentadas com a reabertura do abrigo e a nossa expectativa é a melhor possível. É um trabalho integrado com algumas novidades como formulário integrado, formulário único que será utilizado tanto pela equipe da assistência como a equipe da saúde também”, enfatizou.

ABRIGO PROVISÓRIO

A coordenadora da Residência Médica da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e integrante da equipe do Consultório da Rua e do Abrigo temporário, Andrea Taborda, disse que a reabertura do equipamento terá uma média de 30 vagas para o acolhimento da população em situação de rua.

Segundo ela, o objetivo é proporcionar proteção a essas pessoas no novo local. Atualmente, o abrigo temporário está instalado no Centro Geriátrico, no bairro Paraíba. Ele conta com cinco abrigados.

“Dessa vez com a integração das secretarias de Desenvolvimento Social e da Saúde a gente começou a formar um grupo de trabalho e rediscutiu a abertura do abrigo e conseguimos agregar uma formação integrada para acolhimento dessa população do abrigo”.