Tamanho da fonte

17/05/2021

Obras nas imediações da Cobal avançam para resolver problemas de alagamentos

Por: Thiago Braga Foto: Wilson Moreno/PMM

Quem passa pela Avenida Leste Oeste, nas imediações da Cobal, Centro de Mossoró, já percebeu a presença de equipes do Município que realizam trabalho intenso para desobstrução da rede de drenagem. As obras contemplam vários trechos da região central e são realizadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos (SEIMURB)

O trabalho preventivo da Prefeitura de Mossoró no entorno da Cobal começou ainda no mês de março para sanar em definitivo problemas de muitos anos na região que são os alagamentos em períodos de chuvas. As obras não param e seguem pra fase final, conforme planejamento feito pela secretaria de Infraestrutura.

A projeção da SEIMURB é que as obras sejam concluídas nas próximas semanas. “Hoje no entorno da Cobal estamos terminando de colocar as últimas grelhas. É importante que a população saiba que para o serviço ficar bem feito, é necessário esperar a cura do concreto, que para endurecer leva cerca de 21 dias. Ou seja, daqui a 25 dias nós estaremos concluindo as obras naquele setor”, explicou Brenno  Queiroga, secretário municipal de Infraestrutura.

De acordo com o secretário, o plano de ação para resolver as históricas inundações em períodos chuvosos engloba outras intervenções. “Além dessa intervenção no Centro, também existe a intervenção que vem desde a Lagoa do Bispo, desde a Avenida João da Escóssia, que contribui para a solução do problema da Cobal”, esclareceu Brenno Queiroga

Apesar de o trabalho não ter sido concluído, já foi possível verificar melhorias com o resultado das obras realizadas no entorno da Cobal. “São intervenções bem pensadas, com muita engenharia envolvida, muito dimensionamento. As nossas equipes estão trabalhando fortemente nisso e estamos desobstruindo os canais desde o rio até o ponto de alagamento, limpando todo o sistema que existe. Por exemplo, tem sistema que não passava por limpeza há mais de vinte anos. Então, encontramos vários tubos obstruídos, causando alagamentos”, pontuou o secretário de Infraestrutura de Mossoró.