Tamanho da fonte

15/07/2021

Dia de campo planta mais de 250 mudas de caju na comunidade Mulunguzinho

Por: Edinaldo Moreno
Foto: Cedida

A comunidade de Mulunguzinho, na zona rural de Mossoró, recebeu o Dia de Campo. A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SEADRU), pelo Banco do Nordeste (BNB), através do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER), pelo Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (EMATER/RN) e pela Cooperxique.

A parceria no assentamento com o grupo de mulheres “Decidida a vencer” resultou no plantio de 270 mudas de caju, com manejo e uso do hidrogel na cajucultura e em outras culturas. Hidrogéis são materiais poliméricos que, em condições específicas, podem absorver grande quantidade de água, assim como uma solução nutritiva ou algum composto de interesse. Ela serve como uma reserva de água em períodos de estiagem, melhorando a qualidade do solo e garantindo altos níveis de produtividade nas lavouras, mesmo com a redução das chuvas.

“Essa tecnologia do hidrogel vai garantir que a muda do cajueiro possa sobreviver no campo no período de estiagem. Com o hidrogel nós temos uma alternativa de colocar a técnica para plantar a muda do cajueiro em qualquer período do ano e garantir que no período das chuvas possa garantir o enraizamento da cultura e que ela possa sobreviver no campo”, explicou o gerente executivo da Secretaria da Agricultura, agrônomo Raniere Barbosa.

“Nós temos aqui no Assentamento Mulungunzinho um grupo de mulheres organizadas que já vem trabalhando atividades nos quintais na perspectiva da agroecologia e na sustentabilidade que abarcou essa ideia de plantar uma área de um hectare de cajueiro de anão precoce”, informou Raniere sobre a escolha da comunidade para a realização da atividade.

O coordenador da Emater em Mossoró, Victor Hugo Dias, relatou que a realização dessas atividades no campo aproxima os produtores das técnicas mais adequadas, bem como o contato com produtos e ferramentas que possam ajudar na melhoria da produtividade e comercialização.

O agente de Desenvolvimento do Território, Sérgio Freire, ressaltou a importância da inovação para a cadeia da cajucultura. “O principal objetivo das ações do PRODETER é trabalhar a interação dos agentes econômicos e institucionais, buscando o intercâmbio de ideias e soluções para a melhoria de produtividade e de vida dos produtores.

Já a coordenadora da Cooperxique, Neneide Viana, destacou a importância das parcerias no apoio de informações técnicas ao Grupo de Mulheres do Assentamento e que as ações implementadas vão agregar e gerar renda para as agricultoras envolvidas no projeto.



Deixe seu comentário


0 Comentário(s)