Tamanho da fonte

29/07/2021 - Editado há 1 mês

Covid-19: Ginásio Municipal abre as portas como Centro de Vacinação e faixa etária cai para 29 anos +

Por: Vilsemar Alves
Foto: Wilson Moreno/PMM

Na manhã desta quinta-feira (29), a Prefeitura de Mossoró abriu o Ginásio Municipal de Esportes Pedro Ciarlini com uma nova função: vacinar os mossoroenses contra a Covid-19. Logo na abertura, foi anunciada a redução da faixa etária da população geral sem comorbidades para 29 anos ou mais.

O ginásio tem capacidade para vacinar até 4.000 pessoas por dia por meio de 15 vacinadores. As equipes contam com voluntários disponibilizados também graças a uma parceria da Secretaria Municipal de Saúde com a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

“Estamos muito felizes em poder ter transformado o Ginásio Municipal neste grande centro de vacinação contra a Covid-19, porque antes aqui funcionava um Centro de Testagem com muita gente procurando testes e hoje aplicamos as doses da esperança, o que já é uma grande mudança que mostra que a vacinação consegue proteger a população e reduzir mortes e internações”, disse Morgana Dantas, secretária municipal de Saúde.
 

29 anos

Com um trabalho organizado e que serve de modelo para o Rio Grande do Norte, o município de Mossoró avança na imunização e conseguiu agora contemplar pessoas com 29 anos ou mais. O anúncio da nova faixa etária foi feito pelo prefeito Allyson Bezerra, que foi ao Ginásio Municipal de Esportes visitar o novo Centro de Vacinação.

O prefeito tem 29 anos de idade e aproveitou a visita para tomar a vacina. “É um grande trabalho e estamos hoje também homenageando os nossos profissionais da saúde por toda a dedicação e esforço. Temos aqui no Ginásio Municipal a oportunidade de vacinarmos milhares de mossoroenses com a dose da esperança que salva vidas”, disse o prefeito.

Ele usou uma camiseta onde expressava a homenagem aos profissionais de saúde de Mossoró. Pediu a contribuição da população para que cheguem mais doações para a campanha Vacina Solidária. Por fim, também ressaltou a importância para que ninguém escolha o tipo de vacina: “Não escolha o tipo de vacina, porque todas são importantes e eficazes, escolha viver”, disse Allyson.



Deixe seu comentário


1 Comentário(s)