Encontro visa otimizar as declarações contidas nas Declarações de Óbitos

A qualidade das informações contidas na Declaração de Óbitos no município foi tema de reunião, realizada na manhã desta quarta-feira, 31, na Secretaria Municipal de Saúde. O encontro contou com representantes do Ministério da Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), do Instituto Técnico de Perícia (Itep), do Sistema de Verificação de Óbito (SVO) e da Vigilância à Saúde.

Segundo a presidente do comitê de mortalidade materna, Maria do Carmo Lopes, a ideia do encontro é otimizar a definição da causa de mortes no município para fundamentar as estratégias da saúde que serão aplicadas pelos gestores. Atualmente, no Estado, 10% das mortes registradas são de causas mal definidas.

“Esse número era de 30% em 2015, quando iniciamos esse trabalho, mas ainda assim precisamos reduzir esses indicadores”, avalia Maria do Carmo Lopes. Para isso, foi sugerida na reunião que seja feita uma capacitação com os profissionais da estratégia da saúde da família, hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) sobre o correto preenchimento da Declaração de Óbitos. A primeira capacitação, inclusive, foi agendada para o dia 13 de julho.

Também foram discutidas estratégias para melhorar o fluxo em casos de óbitos, naturais ou não, no município. Além disso, foi sugerido um estudo para a celebração de um convênio entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) para otimizar os atendimentos do SVO.

“Desde o início do ano, conseguimos realizar várias adequações no SVO. A ideia é conseguimos unir forças para melhorar cada vez mais os serviços”, avalia o Secretário Municipal de Saúde, Benjamim Bento.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*