Editais da Secretaria de Cultura dão maior visibilidade às religiões de matriz africana

Representantes das religiões de matriz africana realizaram no início da noite desta sexta-feira (20), a tradicional Louvação ao Baobá, na Praça Cícero Dias. O ritual, que este ano chega a sua 17ª edição, faz parte da programação alusiva ao Dia da Consciência Negra. Este ano, a celebração foi realizada com o incentivo do Edital 001 da Secretaria de Cultura, na categoria cultura popular.

Esta é a primeira vez que as religiões de matriz africana têm acesso a um edital de cultura para a realização da Louvação ao Baobá, em Mossoró. Além deste edital, os povos tradicionais de terreiros presentes na cidade, também foram contemplados pela Lei Aldir Blanc, na realização do Fórum de Terreiros de Mossoró, que hoje conta com 20 terreiros credenciados, como explica a técnica da Secretaria de Cultura, Joriana Pontes.

A Prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, participou da celebração, acompanhada pela vice-prefeita, Nayara Gadelha. A Secretária de Cultura, Isaura Amélia, a Chefe de Gabitete, Jaqueline Amaral, o Secretário de Planejamento, Aldo Fernandes, e o procurador Adjunto do Município, Júlio César, também estiveram presentes.

“Hoje é um dia que para nós tem uma importância muito forte, dia de resistência, também é o momento de relembrar tantas lutas, uma luta que não para e nós estamos cada vez mais buscando o fortalecimento, o respeito a nossa cultura, aos nossos ideais, a nossa fé, a nossa crença e a certeza de que somos irmãos, todos iguais”, enfatizou a prefeita Rosalba Ciarlini.

A Secretária Municipal de Cultura, Isaura Amélia, lembra que a programação alusiva ao Dia da Consciência Negra é mais um momento da programação cultural do mês de novembro, promovida pela Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria de Cultura.

“Hoje nós estamos aqui celebrando o Dia da Consciência Negra, com a reunião dos povos dos terreiros que vão fazer a Louvação ao baobá, e nessa ocasião também contamos com a apresentação de um grupo de música formado por mulheres, a Banda Coisa Luz. Essa é uma programação que está acontecendo todas as semanas, a partir das quartas feiras seguindo até o domingo, dentro da proposta de revitalização do Corredor Cultural, na Avenida Rio Branco. E estão todos convidados!”, afirma. Isaura Amélia adiantou que no mês de dezembro a programação cultural será ainda maior.

O coordenador do Fórumos Terreiros de Mossoró, Lucas Sulíver, fez questão de ressaltar a importância da visibilidade dada as religiões de matriz africana pela gestão municipal, através dos editais voltados para a Cultura Popular, no segmento de religiões tradicionais.

“Para nós, povos tradicionais de terreiros de Mossoró, é muito gratificante poder realizar a 17ª louvação ao Babobá, que é tradicional na nossa cidade, símbolo da resistência do movimento negro e das comunidades tradicionais de terreiros. Este ano está tendo a oportunidade de ter o fomento pelo edital 001 da Secretaria Municipal de Cultura e com outro edital da lei Aldir Blanc, que garantem maior visibilidade a nossa cultura”, destaca.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*