#Obras do Centro Especializado de Reabilitação serão iniciadas

  • Obras do Centro Especializado de Reabilitação serão iniciadas

    SECOM
    Fotografia: SECOM
    | Governo

    A prefeita Rosalba Ciarlini visitou na manhã de hoje o local onde será construído o Centro Especializado de Reabilitação Maria Benômia Rebouças, na Rua Francisco Pascoal, Santo Antônio, cujas obras começam ainda esta semana. No local, a prefeita de Mossoró aproveitou para solicitar ao secretário Executivo de Infraestrutura, Projetos e Serviços Públicos, Yuri Tasso, a limpeza e a manutenção da iluminação pública no bairro.

    A construção do CER e seu funcionamento fizeram parte do Plano de Governo de Rosalba, que logo após ser eleita prefeita de Mossoró esteve em Brasília, juntamente com o deputado Beto Rosado (PP), buscando orçamento para a execução do projeto. A obra está orçada em R$ 5 milhões, para serviços que juntarão tecnologia para atender às várias modalidades de cuidado específicas para os diferentes tipos de deficiência.

    “O Centro de Reabilitação beneficiará não só a Mossoró, mas será referência em toda a Região, já que nosso município é polo nos serviços de Saúde, por isso fomos à Brasília e conseguimos através do deputado Beto Rosado a liberação de R$ 4 milhões. As obras serão iniciadas ainda desta semana”, garantiu Rosalba Ciarlini.

    O local da construção do Centro receberá a vista do Ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), que estará em Mossoró na próxima quinta-feira, 12. “Queremos que ele tenha uma visão mais realista da situação da Saúde no interior do Estado, principalmente em Mossoró, por isso fizemos o convite”, continuou a prefeita.

    SOBRE O CER – O Centro Especializado de Reabilitação tipo IV irá abranger serviços nas modalidades auditiva, física, intelectual e visual.

    A habilitação e reabilitação pretendem garantir o desenvolvimento de habilidades funcionais das pessoas com deficiência para promover sua autonomia e independência.

    A unidade de saúde será um importante equipamento para a comunidade do bairro e vizinhança, haja vista os relevantes serviços que deverão ser prestados, bem como a singularidade de sua estrutura física, funcionalidade e conforto ambiental, tanto nas áreas específicas de atendimento aos usuários, quanto nos setores de acesso restrito.